Esse site foi visitado: 2026959
 
 
Report OnLine - Área Exclusiva para Clientes
Login   Senha      


 ABC EXPURGO UM PASSO À FRENTE NO CONTROLE DE PRAGAS    info@abcexpurgo.com.br
Al. Dom Pedro de Alcântara 618, São Bernardo do Campo - NÃO TEMOS FILIAS NEM REPRESENTANTES
BUSCA  

ABC EXPURGO ACONTECE

MINHA HOMENAGEM A ABC EXPURGO

 Hoje é um dia especial para todos nós da ABC EXPURGO. A empresa completa 42 anos de existência em 31 de agosto. É uma vida inteira dedicada ao controle de pragas. A ABC EXPURGO nasceu da força de um casal, Peter e Lucia, que precisavam sobreviver a qualquer custo. Esse casal chegou em SP vindo do Rio no ano de 71 e seus pertences eram um fogão, uma geladeira, dois colchões e uma tv. Alugaram uma casa em S Bernardo do Campo, na mesma rua onde trabalhamos até hoje. Foram os dois primeiros anos muito difíceis para os dois. Nestes dois anos nasceram dois filhos do casal e no início a ideia era só trazer para S.Paulo a empresa do pai do Peter que importava equipamentos de aplicação de inseticidas e fabricava uma série de produtos. 


 No meio do caminho uma divergência na família obrigou o casal a iniciar uma empreitada por conta própria. Quando a primeira filha do casal nasceu foram 6 meses sem pagar aluguel. Até para comida faltou dinheiro. Mas, parece que uma força estranha impelia o casal para frente. A ABC EXPURGO, empresa familiar, que surgiu da luta de um casal também se organizou como dupla, e enquanto a Lucia ficava em casa cuidando dos filhos tocando a parte administrativa, o Peter cuidava das vendas e dos serviços. Foi um tempo duríssimo. O Peter era um homem arrojado, corajoso e decidiu comprar uma casa para abrigar a família antes de mais nada. Não havia dinheiro para a entrada, mas, acreditem ou não, foi o dono da casa que emprestou o dinheiro para a entrada. Depois vieram as intermediárias, outro obstáculo, que o Peter conseguiu vencer às custas de um trabalho muito pesado que ele encarou sozinho dentro da Unidade da GM em S José dos campos, sozinho e sem ajudante, o que lhe rendeu muitas bolhas no pé.

Depois disso finalmente o contrato social foi assinado nessa data e no ano seguinte tivemos mais uma filha.

Os anos foram passando e aí o Peter achou que precisava ter um local próprio para se estabelecer. Outra guerra, nosso orçamento não permitia, mas ele de alguma forma conseguiu o seu intento e adquirimos a metade do terreno onde estamos hoje.

Nova batalha se iniciava, dessa vez para construir o prédio. Não era nada fácil construção naquela época. A mão de obra era caríssima e escassa. Eram os tempos áureos do ABC Paulista. As fábricas se instalavam em grande número e também foi a nossa chance de pegar carona nesse crescimento e crescer junto. Conseguimos erguer o prédio, mas na hora do acabamento empacou de novo. Precisamos levantar um empréstimo no Banco America do Sul e como garantia empenhamos o prédio. Eu me lembro até hoje da sensação de dor ao sairmos do prédio do Banco após a assinatura do contrato. Nós já estávamos em 1977. E tocamos o barco para frente, sempre lutando. Fomos crescendo e entrou a minha parte do trabalho, por que afinal eu podia fazer alguma coisa a mais para ajudar. Eu não era um agente comercial como o Peter, que era difícil de superar, mas eu falava inglês fluente e comecei a estudar tudo o que eu podia sobre o assunto controle de pragas. Foi nessa época que começamos a montar a nossa biblioteca que hoje abriga uma centena de livros, talvez a melhor formada no Brasil sobre o assunto. Na década seguinte estudei muito, fizemos cursos para as empresas clientes, uma espécie de treinamento para ajudar em nosso trabalho de conscientização em controle integrado. Sim, desde essa época o controle integrado de pragas era um foco no nosso trabalho, apesar de não ser ainda muito entendido. Vieram os anos 90 e com eles a derrota da inflação, o que nos permitiu abrir uma nova empresa, a Ecco Conttrol, importadora de produtos não inseticidas, armadilhas luminosas e coisas afins. Foram anos de sucesso, porém o dólar voltou a crescer e a empresa perdeu a sua força, já agora com uma concorrência brasileira de produtos nacionais. Não fazia sentido continuar.

Tudo isso parece uma linha contínua em que somente esses acontecimentos se destacavam, mas não, tínhamos toda uma história de luta para nos mantermos vivos dentro de um mercado não profissional ou muito pouco, com baixo investimento e busca de muita lucratividade para os mais afoitos. Que é do ramo e viveu essa época sabe do que estou falando.

Nossos filhos foram crescendo e participando de nosso trabalho, o que foi fundamental para formação deles. Não digo que foi fácil a criação, pois transmitir aos filhos a sensação de luta, porém já com o caminho andado fica difícil. Os filhos demoram para entender e capitalizar essa experiência. Nosso sonho como de quase todos que tem uma empresa familiar é formar os filhos para que eles possam nos substituir no momento certo.

E foi nessa época graças ao esforço deles e da minha nora que se juntou à equipe, que conseguimos dar mais um passo no crescimento com a obtenção da Certificação ISO 9001 e 11 meses depois a 14001, o que nos tornou a primeira empresa de controle de pragas brasileira a obter essa certificação ambiental.

Mas a vida ainda tinha eventos reservados, novas barreiras. A primeira dela foi o falecimento do Peter em 2009 e três anos depois o falecimento do nosso filho Cristiano em 2012.

Tudo parecia desmoronar ao nosso redor. A morte é muito difícil de enfrentar e de sobreviver a ela. Requer uma força absurda e uma fé muito sólida. Sem ela, sem Deus ao nosso lado, nada disso teria sido possível. Passamos o ano de 2012 vagando pelo espaço, sem conseguir tocar o pé no chão.

As empresas familiares normalmente desabam e fecham totalmente quando enfrentam situações como essas, mas isso não aconteceu conosco. Não sei explicar como, mas conseguimos tirar algumas coisas boas desse terremoto que invadiu as nossas vidas. Nossa família ficou mais unida, o nosso amor cresceu como nunca e fomos à luta mais uma vez. Dessa vez, inspirados pelo trabalho desenvolvido pela Rollins Orkin nos Estados Unidos, empresa de 100 anos dedicados ao controle de pragas, resolvemos nos associar a eles e adquirimos a primeira franquia brasileira Orkin logo seguida pela Unidade de Belo Horizonte. Em maio de 2015 fez um ano que assinamos o contrato e fomos fazer um treinamento de 15 dias na sede da companhia em Atlanta. Muitos nos perguntam se valeu a pena ou não. Todo investimento tem o seu risco embutido, claro. Ainda mais em um momento de crise como aquele que estamos vivendo no Brasil. De uma certa forma eles também estão investindo em nós, na nossa capacidade de crescimento e de divulgação do nome ORKIN ao lado do nome ABC EXPURGO, aliando uma empresa que tem ações na bolsa de Nova York com uma empresa brasileira.

Esse ano tive mais um desafio na vida. Minha filha Monica, meu braço direito na área financeira se mudou para Dubai acompanhando o marido advogado a alçar voo no oriente em busca de novos caminhos para a sua família. Foi um novo período de adaptação para mim que achava que iria me aposentar, mas a ABC EXPURGO não me larga, não tem jeito. Acho que ela é a minha cara metade rsrsrs. A realidade é que ficamos eu e minha nora Carla para quem eu passei tudo ou quase tudo que aprendi nessa vida profissional. Ela tem sido uma filha a mais e uma profissional invejável tanto do ponto de vista técnico como comercial.

Como falei no início desse texto que não sei se alguém vai ter paciência de ler, mas que eu preciso escrever e deixar registrado esse meu testemunho de vida. A vida, essa dama que nos conduz na terra, não nos dá trégua. Ela quer que cresçamos, que evoluamos, que busquemos novos horizontes, que nos aperfeiçoemos no nosso trabalho e no nosso espírito. O trabalho é uma necessidade vital, não só para a nossa sobrevivência, mas também para a nossa melhoria individual. Não há coisa pior, eu creio que o indivíduo se aposentar e ficar olhando a tv o dia todo, sem ter uma motivação, sem ter um trabalho a fazer. Não somos uma empresa rica como alguns colegas nossos. Somos uma empresa média, porém com o foco voltado para encontrar uma solução para os nossos clientes. Talvez seja por isso que temos alguns clientes tão antigos e alguns que vão e voltam, em busca de um tratamento diferenciado. É isso que procuramos fazer, dentro dos padrões de honestidade e correção necessários. Nos dias de hoje, somos uma empresa sem dívidas, sem processos, com um nome limpo do qual todos nós nos orgulhamos.

Como o paciente leitor que chegar até o final da minha narrativa pode observar nós temos um caso de amor com a ABC EXPURGO que nos deu e dá sustento, sabedoria, conhecimento, busca pelo novo. Isso se reflete nos nossos funcionários, naqueles que permaneceram no nosso barco por muito tempo e que ainda permanecem. Procuramos manter um espírito de cumplicidade e apoio mútuo, pois só trabalhando junto conseguimos as mudanças almejadas.

Peço desculpas pelo longo texto, mas essa foi a minha maneira de celebrar esse dia, que não é somente um simples aniversário, uma passagem de ano, mas um marco na minha vida profissional e humana, um rememorar de toda uma vida dedicada a nossa família e a nossa empresa.

Não sei quanto tempo ainda estarei à frente da ABC EXPURGO, não tenho controle sobre a minha trajetória, mas, com certeza, a ABC EXPURGO estará sempre viva, ela deixa no mercado brasileiro uma história de muita luta e sucesso, mas deixa uma marca eterna de bons serviços, de bons profissionais, de luta para educar as pessoas ao invés de manipulá-las. Esse orgulho nós sempre iremos levar conosco, onde quer que estejamos neste mundo ou no outro.

Nada disso seria possível sem um agradecimento muito especial a todos que nesses 42 anos nos ajudaram, nos apoiaram, acreditaram em nosso trabalho, abriram portas de confiança para nós.

Uma palavra final a todos que nos admiram, que falam bem do nosso trabalho e que falam mal, também. Saibam que trabalhar é uma benção, lutar por um ideal outra benção, alcançar os objetivos sem precisar infringir é um patrimônio muito mais valioso do que qualquer bem material, pois são bens que carregamos dentro de nós mesmos e vamos levar sempre conosco. Quero repetir uma frase que meu filho Cristiano escreveu para mim numa de nossas batalhas, que dizia assim: “Mãe, não se deixa abater pelas adversidades. Lembre-se que juntos somos imbatíveis. ”  E ele tem razão, apesar de separados fisicamente e temporariamente, nosso amor nos une de forma eterna e indivisível.

Agradeço a paciência de quem leu esse texto.

Lucia Schuller   filha, esposa, mãe, avó, bióloga, empresária

 

31/8/2015