Esse site foi visitado: 2071368
 
 
Report OnLine - Área Exclusiva para Clientes
Login   Senha      


 ABC EXPURGO UM PASSO À FRENTE NO CONTROLE DE PRAGAS    info@abcexpurgo.com.br
BUSCA  

 

BIONEWS
O BioNews foi formatado para oferecer aos leitores internautas informações mais recentes a respeito das pragas urbanas e de seu controle. Algumas curiosidades também farão parte desta página. Quem assina esta coluna é Lucia Schuller, bióloga formada pela Universidade Metodista de S. Paulo, pós Graduada em Entomologia Urbana pela UNESP-SP e em Vigilância Sanitária de Alimentos pela USP-SP.É Bacharel em língua inglesa e português pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Sua formação inclui dois cursos de especialização em pragas urbanas em áreas de alimentos pelo American Institute of Baking e pela Purdue University. Se você tem alguma pergunta a fazer à bióloga, clique no espaço apropriado do Insetos & Cia ou entre na página de atendimento.
JOVEM ALEMÃO FAZ FOTOS INUSITADAS COM SEUS INSETOS DE CRIAÇÃO


06/10/2017

CURSO DE INSETOS COMESTÍVEIS EM LAVRAS (MG)

 

Palestra e curso sobre insetos comestíveis abrem inscrições

 

 

O Núcleo de Estudos em Entomologia, do Departamento de Entomologia (DEN) da Universidade Federal de Lavras (UFLA), anuncia dois eventos acadêmicos para este mês de outubro. Eles tratam a respeito da entomofagia e antropoentomofagia.

O primeiro assunto será abordado dia 18, às 18h, no Anfiteatro do Departamento de Agricultura (DAG), na palestra “I Conversando sobre: Insetos comestíveis”. Os zootecnistas Gilberto Schickler e Luiz Fillipe Carvalho falarão a respeito das alimentações animal e humana a partir de insetos.

No dia 19, às 8h, no anfiteatro do Departamento de Entomologia (DEN), Gilberto Schickler vai oferecer um curso teórico-prático com oito horas de duração sobre a criação das principais espécies de insetos comestíveis.

Informações sobre os eventos e inscrições podem ser obtidas no e-mail inscricoesneento@gmail.com.


06/10/2017

Epidemia: mais de 300 escorpiões são recolhidos em Jussara, no PR


06/10/2017

Diretor de hospital recomenda cidadania em vez de inseticida Médico diz que escorpiões só vão deixar de proliferar com conscientização

 A morte de uma menina de 4 anos após ela ser picada por escorpião no último dia 15, quando caminhava com a família pela rua dos Fundadores, em Araçatuba, ao sair de uma igreja, provocou uma verdadeira corrida às unidades de saúde do município na semana que passou. Pelo menos outras quatro crianças receberam atendimento médico por suspeita de picada de escorpião na cidade, algumas delas inclusive ficaram internadas na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).


Para o diretor da Santa Casa local, Sérgio Smolentzov, essa busca por atendimento já era esperada, pois a situação gerou uma “síndrome de pânico”. Entretanto, ele recomenda que, em todo caso suspeito, a pessoa deve, sim, procurar atendimento médico. Confira abaixo a entrevista concedida por ele à Folha da Região, explicando sobre os sintomas e o tratamento para picada de escorpião:








Quando os pais devem levar os filhos ou os adultos devem ir ao hospital se suspeitar de picada de escorpião?


Havendo qualquer acidente com inseto, seja escorpião, aranha ou outro, a pessoa deve procurar socorro médico. Mesmo se não se identifica o que aconteceu, a pessoa deve ir ao hospital, que avaliará se é só dor local, se há manifestação sistêmica e se justifica outra medida em caso de suspeita mais grave. Não é preciso ir direto à referência, que é a Santa Casa, pode procurar um posto de saúde que o médico vai avaliar a medida a ser tomada.


Essa precaução excessiva por parte da população é correta? Houve alguma ocasião em que os escorpiões causaram tanta preocupação em Araçatuba ou é a primeira vez?


A preocupação é reflexo de uma síndrome de pânico, porque, em uma semana, duas crianças morreram. Toda mãe que tem uma criança fica achando que pode acontecer com seu filho. Então, isso é justificável e uma resposta esperada. Porém, o poder público tem que mostrar as medidas que estão sendo tomadas, que a situação está sob controle e acalmar a população. Araçatuba já convive com escorpião há muito tempo, mas foi a primeira vez que ocorre a morte de duas crianças em curto espaço de tempo.



fonte:  http://www.folhadaregiao.com.br

A morte de uma menina de 4 anos após ela ser picada por escorpião no último dia 15, quando caminhava com a família pela rua dos Fundadores, em Araçatuba, ao sair de uma igreja, provocou uma verdadeira corrida às unidades de saúde do município na semana que passou. Pelo menos outras quatro crianças receberam atendimento médico por suspeita de picada de escorpião na cidade, algumas delas inclusive ficaram internadas na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).


Para o diretor da Santa Casa local, Sérgio Smolentzov, essa busca por atendimento já era esperada, pois a situação gerou uma “síndrome de pânico”. Entretanto, ele recomenda que, em todo caso suspeito, a pessoa deve, sim, procurar atendimento médico. Confira abaixo a entrevista concedida por ele à Folha da Região, explicando sobre os sintomas e o tratamento para picada de escorpião:








Quando os pais devem levar os filhos ou os adultos devem ir ao hospital se suspeitar de picada de escorpião?


Havendo qualquer acidente com inseto, seja escorpião, aranha ou outro, a pessoa deve procurar socorro médico. Mesmo se não se identifica o que aconteceu, a pessoa deve ir ao hospital, que avaliará se é só dor local, se há manifestação sistêmica e se justifica outra medida em caso de suspeita mais grave. Não é preciso ir direto à referência, que é a Santa Casa, pode procurar um posto de saúde que o médico vai avaliar a medida a ser tomada.


Essa precaução excessiva por parte da população é correta? Houve alguma ocasião em que os escorpiões causaram tanta preocupação em Araçatuba ou é a primeira vez?


A preocupação é reflexo de uma síndrome de pânico, porque, em uma semana, duas crianças morreram. Toda mãe que tem uma criança fica achando que pode acontecer com seu filho. Então, isso é justificável e uma resposta esperada. Porém, o poder público tem que mostrar as medidas que estão sendo tomadas, que a situação está sob controle e acalmar a população. Araçatuba já convive com escorpião há muito tempo, mas foi a primeira vez que ocorre a morte de duas crianças em curto espaço de tempo.



fonte:  http://www.folhadaregiao.com.br


 
 

25/09/2017

Chikungunya e outras viroses


13/09/2017

DOCUMENTAÇÃO - UM CASO SÉRIO - III

 O CERTIFICADO FORNECIDO PELAS EMPRESAS CONTROLADORAS DE PRAGAS URBANAS É UM DOCUMENTO INDISPENSÁVEL PARA O TOMADOR DO SERVIÇO.


12/01/2017

DOCUMENTAÇÃO. UM CASO SÉRIO

AO CONTRATAR UMA EMPRESA DE CONTROLE DE PRAGAS EXISTEM ALGUNS PRÉ-REQUISITOS QUE TÊM SIDO DIVULGADOS NA MÍDIA CONSTANTEMENTE, MAS APESAR DISSO, ESSES DOCUMENTOS AINDA NÃO SÃO DEVIDAMENTE ANALISADOS PELAS EMPRESAS E PODEM GERAR FUTURAMENTE INESPERADAS SITUAÇÕES DESAGRADÁVEIS. 


18/11/2016

Pragas do Verão


24/10/2016

BARATAS JANTANDO


14/07/2016

Na cozinha


21/06/2016

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ...

Al. Dom Pedro de Alcântara 618, São Bernardo do Campo - SP. CEP: 09771-281
NÃO TEMOS FILIAIS NEM REPRESENTANTES